terça-feira, 29 de abril de 2008

"Cuidando das crianças"


Muitas dúvidas e muitas lendas entram em jogo quando falamos em cultivo de cannabis no Brasil.
Entao começam a falar porcarias como: "Coloca cascas de fruta na terra!" ou "Rega com leite!" ou " Mata as femeas e fuma os machos!" ARRRGH!!! Idiotices como essas só criam mais dúvidas nas cabeças de nossos pobres cultivadores iniciantes e as vezes podem destruir cultivos fazendo assim com que a pessoa até possa desistir de cultivar!
Por isso para que voce fique ligado nós deixamos aqui umas informaçoes básicas de primeiros socorros para as nossas queridas criancinhas hehehe!!
Os problemas mais comuns são, o excesso de água e de fertilizantes, seguidos de perto por pH incorreto e raízes emaranhadas. Antes que quaisquer tentativas de remediar sejam tomadas, esses fatores deverão ser considerados.
Deficiência de Nutrientes – Raramente acontecem nos jardins modernos. O que as pessoa vêem como deficiência de nutrientes, 9 em cada 10 vezes é problema de pH. Um pH muito alto ou muito baixo trava a capacidade da planta de absorver os nutrientes, por isso elas aparentam estar deficientes, quando na verdade existem nutrientes em quantidade mais do que suficientes na solução/solo. Adicionar nutrientes só piora a situação, desregulando o pH ainda mais e aumentando a quantidade de partículas no meio.Solução - O melhor a fazer, caso seja detectada qualquer forma de deficiência de nutrientes, é medir e ajustar o pH.

Excesso de Água – Sinais de excesso de água incluem: Folhas murchas, curvadas e amarelando. Também uma boa indicação é o constante cheiro de terra molhada em sua estufa/jardim.Solução – Aumente a temperatura e o fluxo de ar para evaporar o excesso de água. Você pode também adicionar h2O2 (Água Oxigenada) para ajudar as raízes a receberem oxigenação. Apenas não regue em excesso, somente quando o solo/meio estiver seco. Se o seu solo estiver encharcado, transplante sua planta para um novo vaso com solo seco e fresco.

Excesso de Fertilizante – Sinais de excesso de fertilizante incluem: Folhas queimadas/ mortas nas pontas/laterais e curvadas para baixo.Solução – Verifique e ajuste para o pH desejado. Enxágue e diminua o nível de fertilizante/nutrientes.

pH Incorreto – Problemas com pH podem se manifestar de diferentes formas, desde deficiência de nutrientes até excesso de fertilizante e folhas queimadas.Solução – A única forma de saber é medindo e ajustando o nível do pH

Estresse por Calor – Sinais de estresse por calor se assemelham muito a queimaduras por nutrientes, exceto que elas ocorrem no topo da planta, próxima das lâmpadas. O amarelar das folhas superiores é causado normalmente por proximidade das lâmpadas HID.Solução – Uma forma de saber se as suas plantas estão muito próximas é colocar as costas da mão entre elas e a lâmpada, por alguns minutos. Se você sentir uma sensação de desconforto é porque elas estão muito próximas e a lâmpada deverá ser ligeiramente afastada.

Problemas nas Folhas
Amarelar - Acontece por falta de clorofila. Possíveis causas podem ser, drenagem insuficiente do solo, raízes danificadas, raízes compactadas, alta alcalinidade e deficiência de nutrientes.Solução – Mais uma vez lembre-se de checar o pH.**Nota – Nas últimas semanas de florescimento um amarelar nas folhas é completamente normal, pois a planta usa todos os nutrientes estocados.

Amarelar nas Folhas Inferiores e Medianas – Esse amarelar nas folhas mais antigas é possivelmente um sinal de deficiência de Nitrogênio (N). Como esse é um nutriente transferível (quer dizer que a planta pode movê-lo quando necessário), se uma planta não está recebendo Nitrogênio suficiente das raízes então ele será "roubado" das folhas mais antigas. Plantas com deficiência de Nitrogênio geralmente demonstram falta de vigor e crescimento pobre, resultando numa planta fraca e atrofiada. Em Sistemas Hidropônicos normalmente o pH está muito alto travando a absorção do Nitrogênio disponível na solução. Em solo, amarelar também pode ser indicação de raízes emaranhadas.Solução – Primeiro verifique e ajuste o pH. O pH correto para a cannabis é 6.3 – 6.8 quando em solo e 5.5 – 6.1 quando em Sistema Hidropônico. Segundo, certifique-se de estar fornecendo a quantidade/tipo correto de fertilizante/nutriente. Para o estágio vegetativo a cannabis precisa de um alimento rico em Nitrogênio, na taxa NPK de 2-1-1 ou (20-10-10)

Amarelar nas Folhas Superiores – O amarelar nas folhas novas pode ser um sinal de deficiência de Enxofre (S). Essa deficiência é bastante rara mas começa com o amarelar de uma folha nova por inteiro, incluindo as veias. Outros sinais são, raízes alongadas, galhos rígidos e a ponta das folhas enroladas pra baixo. **Nota – Na maioria dos caso o amarelar nas folhas superiores e causado por proximidade das lâmpadas.Solução – Verifique e ajuste o Ph, além do nível de fertilizante/nutriente para se certificar de estar fornecendo o tipo/quantidade corretos para o seu estágio de crescimento. Faça o teste da mão e veja se está muito quente.

Folhas Enrolando pra cima – Pode ser sinal de deficiência de Magnésio (Mg) causada por um nível de pH baixo. A falta de Magnésio pode ainda gerar amarelamento (com posterior escurecimento e folhas secas) e amarelamento entre as veias, começando nas pontas das folhas mais antigas e progredindo para o centro. Pode ser também um sinal de excesso de calor e humidade dentro da estufa.Solução – Verifique e ajuste o pH, já que fora do nível ideal a planta de marijuana perde a capacidade de absorver os elementos essenciais requeridos para um crescimento saudável. Se você estiver cultivando em solo, o Magnésio começará a ser travado com um pH de 6.5 ou inferior, em hidroponia começa com 5.8 ou inferior. Se o pH for o correto, então adicione ¼ de colher de chá de Sulfato de Magnésio Heptahidratado (Epsom Salt) por litro de água. Ou para nutrição foliar, dilua a dose anterior com 2 partes de água e borrife periodicamente nas folhas.

Nota – Se a água da torneira tiver acima de 200 PPM o Magnésio será travad por excesso de cálcio (Ca) na água. Magnésio pode ser travado por excesso de Ca, de Cloro (Cl) ou Nitrogênio Amoníaco (NH4+). Se esse for o seu problema use água mineral.
* Folhas Enrolando pra baixo – Quando isso ocorre, associado com pontas e margens queimadas é costumeiramente um sinal de que o nível de nutrientes está alto demais.Solução – Verifique e ajuste o pH. Enxague e diminua o nível de nutrientes.

Folhas Murchando – Geralmente ocorre por excesso/falta de água ou pouca luz.Solução – Quando em solo, primeiro coloque o dedo ou um medidor de humidade alguns centímetros abaixo do solo e verifique se está seco ou húmido. Se excesso de água for o seu problema, aumente a temperatura e a circulação de ar em sua estufa para evaporar um pouco do excesso. Adicione h2o2 (Água Oxigenada) diluída em água.**Aviso! – Excesso de água crônico pode levar a raízes podres/estagnadas e solo enlameado. Caso você detecte esse problema, transplante para um vaso novo com terra fresca e seca. Em Sistemas Hidropônicos, verifique se o meio está húmido ou seco, antes de adicionar água ou ligar a bomba. Se o meio ainda estiver muito húmido, ou muito seco, você precisará verificar seu jardim com mais frequência para checar a disponibilidade de água em seu sistema. Por último, se falta de luz for seu problema, adicione mais luz.

Problemas com Raízes

Raízes Emaranhadas – Isso ocorre quando as raízes crescem mais do que o pote em que elas estão contidas. Plantas cujas raízes estão emaranhadas exibem um crescimento atrofiado, fino, lento e com produção de "camarões" pequenos, folhas murchas facilmente queimadas por nutrientes, necessitando de água constantemente. O amarelar das folhas antigas progressivamente subindo até que todas as folhas sequem e morram, é um sinal significativo desse problema.Solução – Transplante imediato para um vaso maior. A receita de bolo é, 4 litros de solo para cada 30 cm de altura, exceto em clones que podem utilizar uma medida menor. Ao delicamente retirar a massa de raízes, inspecione e veja se as raízes formam um círculo fechado em volta da massa, em caso positivo, tente muito gentilmente desprender essas raízes da massa de terra. Se as raízes estiverem muito emaranhadas então você poderá cortar algumas fatias de 1 cm em torno da massa com um instrumento afiado e esterilizado, antes de colocar a planta em seu novo vaso. **Nota – Não compacte o novo solo no fundo do novo pote, deixe-o aerado porém ser bolsas de ar, para que as raízes penetrem facilmente.
Raízes Atrofiadas – Ou crescimento lento ou nenhum de novas folhas podem ser devido a deficiência de cálcio (Ca), intoxicação por Alumínio (Al), Cobre (Cu), pH Ácido ou tóxinas no solo.Solução – Como sempre, verifique e ajuste o pH. Se houver qualquer tipo de intoxicação do solo, então você precisará enxaguá-lo completamente.
Problemas nos Galhos

Quebra de Galho ou Caule – Isso poderá ocorrer mais cedo ou mais tarde com qualquer um. Isso pode ocorrer por tentativa de treinar a planta, animais derrubando vasos ou refletores caindo em cima, etc Não importa como aconteceu, só não há motivo para pânico.Solução – Consertar não é problema, faça talas com palitos de sorvete e prenda com fita crepe ou esparadrapo. Um canudo do Mc Donald’s cortado ao longo pode ser um ótimo método de "engessar" o caule/galho. Dê uma semana para que a planta se recupere e volte a crescer.
Sigam esses conselhos e boa sorte a todos!!!
Essa semana: Ganhador do concurso a foto do mes ABRIL. Nao percam!!!

4 comentários:

Daniel disse...

Boaaa!!!
Boicote ao tráfico, NÃO COMPRE PLANTE!!!

raquel disse...

Realmente o site é uma fonte que consolida a veracidade da "planta", proporcionando informações extraordinárias.

Excelente trabalho, digno de apreciação!

Ricardo Cokão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

boas, tenho uma liberty haze com cerca de 2 semanas, tem 4 folhas e as 2 primeiras estão a secar, o que posso fazer para a salvar?
Obrigada